sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Mais uma vez por conta de São Pedro

Esse ano o cara ainda não falhou. Nenhum sábado com chuva até agora. E tenho certeza que faremos mais uma bela roda pela bela Ouvidor.

Como tenho feito nas últimas postagens, colocarei a foto de uma grande figura que conhecemos nesse sábado após a roda: o Seu Éric. Reparem no calçado do malandro.

Aos poucos, Seu Éric foi ganhando as pessoas que estavam por ali naquele momento, e tornou-se um ídolo. Contou-nos passagens de sua vida, de sua mocidade. Disse-nos ser frequentador dos áureos tempos da Lapa, meio conturbada nos dias de hoje.

Nos contou também jogar Capoeira de Angola, tendo conhecido o Mestre Pastinha e o Mestre Bimba.

Pastinha foi o maior mestre da Capoeira de Angola na Bahia. Mestre do Bimba, que por sua vez, foi o inventor da Capoeira Regional, que é essa capoeira que se ensina hoje, a Capoeira para combate, diferente da capoeira ritmada e dançada de Angola.

Durante um tempo, existia uma rixa entre os capoeiristas de Angola e os de Regional, mas a segunda, se tornou muito forte, e hoje predomina.

Porém, acabo de receber um comentário do leitor Leandro, que muda um pouco a pequena visão que tinha sobre o assunto:

Gabriel, a Angola ta com a força toda, ainda mais ai no Rio. A capoeira Regional se tornou mais popular, mas a Angola tá muito forte e em grande expansão pelo mundo inteiro. Sou de Londrina-PR e tive a honra de chegar ai no Rio a uns dois meses atrás, só angoleiro sangue bom.
O seu belo Rio de Janeiro é terra de grandes Angoleiros como Mestre Manoel (que dá aula no Complexo da Maré), Mestre Russo, Mestre Camaleão, Mestre Neco, Mestre Angolinha, Mestre Marron, entre outros grandes Mestres dessa maravilhosa escola que é a Capoeira Angola. Expressão Máxima da ânsia de liberdade e justiça social do meu povo Negro, que tanto me ensina das coisas boas da vida .. assim como o nosso amado Samba !!!

Axé a todos amigos !!!
Samba na veia, Angola no coração !

Leandro !

É isso aí, acho que deu pra ter uma noção um pouco melhor do que se acontece nos dias de hoje.

Obrigado Leandro!

Voltando. Depois de muitas histórias, cervejas, pernil, a figura emblemática aceitou tirar uma foto com alguns fãs:

É isso aí! Seu Éric, mais um personagem da série: Coisas da Rua, que só a Rua nos proporciona.

Espero sábado poder encontrar mais personagens do nosso Rio de Janeiro por lá, se São Pedro permitir, é claro.

Abraços a todos!

5 comentários:

Ricardo Brigante disse...

Salve Gabriel,

Esse fim de noite realmente foi histórico. Saímos da Ouvidor lá pelas 22:30h. Comemos uma bela Codorna assada de cortesia do nosso amigo Marquinhos da Toca do Baiacú e ainda derramos pelo menos mais duas dúzias de Brhamas geladas...

Me lembro ainda de uma frase que seu Éric não parava de proferir:

"Entre ser e ter, prefiro estar".

Que figura.

Um abraço,

Brigante.

Eduardo disse...

Eu pra esses lados de SP fico triste ao ler esse blog. Fico vendo as coisas que perco por aí. Mas em breve poderei desfrutar melhor desses prazeres.

Resistencia disse...

Pô Gabriel, a Angola ta com a força toda, ainda mais ai no Rio. A capoeira Regional se tornou mais popular, mas a Angola tá muito forte e em grande expansão pelo mundo inteiro. Sou de Londrina-PR e tive a honra de chegar ai no Rio a uns dois meses atrás, só angoleiro sangue bom.
O seu belo Rio de Janeiro é terra de grandes Angoleiros como Mestre Manoel (que da aula no Complexo da Maré), Mestre Russo, Mestre Camaleão, Mestre Neco, Mestre Angolinha, Mestre Marron, entre outros grandes Mestres dessa maravilhosa escola que é a Capoeira Angola. Expressão Máxima da ânsia de liberdade e justiça social do meu povo Negro, que tanto me ensina das coisas boas da vida .. assim como o nosso amado Samba !!!

Axé a todos amigos !!!
Samba na veia, Angola no coração !

Leandro !

Gabriel da Muda disse...

Falou Leandro, confesso que não sou um conhecedor profundo do assunto. Bom saber disso que você disse. Vou fazer essa ressalva no blog.

Seja sembre bem vindo por aqui.

Abração!

leandrocps_uel disse...

to sempre acompanhando o blog, dessa visita que fiz ai no Rio, tive o prazer de colar no Andaraí, na roda do Trabalhador e vi vocês lá mandando brasa, no dia você cantou aquele belissimo samba do João Nogueira "Corrente de Aço" com seu vozeirão kkkk gosto muito desse samba.
Grande abraço amigo, e da-lhe projeto cirrose !!! kkkkkkkkkkk
Axé !!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails