sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Se expressar é crime?

Outro dia conversando com minha mãe sobre o período de 64 a 85, o qual ela viveu intensamente, pude perceber que hoje em dia estamos vivendo algo semelhante. Claro que não politicamente, mas acho que estamos perdendo cada vez mais o direito de nos expressarmos.

O que é o certo? O que é o errado?

Cada um tem suas convicções, e não acho ruim que tenhamos nossas preferências e divergências. Acho mais do que justo podermos expô-las e discuti-las. Só que hoje em dia está difícil. Não podemos mais ter divergências, pois a imprensa ou seja lá quem for, não quer, entende que seja desrespeito. Será?

Então vamos lá: eu sou obrigado a gostar de tudo que existe no mundo, não posso opinar em mais nada, não posso criticar mais nada? Censura?

Estou cansado de ouvir aquele velho papo: " Ah... mesmo que você não goste tem que falar que gosta, pra não pegar mal... "

Ah sim, entendi, temos que ser hipócritas. Óbvio que é isso.

Todos convivemos com diversas coisas que não gostamos, a vida é assim. Eu, particularmente, convivo com muitas, porém jamais faltei com respeito a alguma delas.

Enfim, o que as pessoas têm que entender, é que "não gostar", não é sinônimo de "não respeitar", a não ser que os fatídicos Anos de Chumbo tenham voltado e eu ainda não tenha sido avisado.

Radicalismo tem dois lados. O esquerdo e o direito. O centro, é pra quem gosta de muro. Logo, o negócio é admitir que essa conversa da moderação, do tapinha nas costas, é que forma essa situação de intolerância. Enquanto tratarem os argumentos radicais alheios, com um radicalismo travestido de bom mocismo, essa discussão será eterna. Proponho que sejamos nós, sem falsas convencionalidades.

E o bom samba vai permanecer.

A conversa fiada e o que não presta, vai ter o destino que a história quiser que tenha. Mas, dessa luta, jamais vamos nos ausentar!

Amanhã tem samba e São Pedro já confirmou que não chove.

O Allan já está no Rio e mandou avisar que amanhã o coro vai comer.

Abraço a todos, sem exceção!!!!!!!

11 comentários:

Renato disse...

Lembrando que é preciso que se retire desse contexto, aquele monte de papagaio de pirata que nada mais tem a fazer, senão reproduzir o que não sabem. Está infestado. Maravilhas da internet. Ah, ela também tem dois lados... hehe

Monstrinho, falou bem.

No mais, maracujemos!

Abração!

Janir de Hollanda disse...

Muito boa...Quem fala mal é por recalque...Figurinhas que se acham alguma coisa e na verdade são todos uns merdas! Viva o samba do Ouvidor!!! Abaixo os péla-sacos!!!

Juliano disse...

Gabriel, é bem por aí mesmo. Hoje há, de certa forma, uma ditadura do politicamente correto, qualquer colocação fora do senso comum é atacada ferozmente. Isso nada mais é que uma maneira de, aos poucos, desestimular o pensamento crítico, levando a crer que a posição da maioria(?) não pode ser questionada. Quando na verdade o debate a as discussões ideológicas são o caminho mais justo e inteligente para o crescimento e a verdadeira evolução. Chega de hipocrisia!
Abraço

Ceará!!! disse...

Pessoal, olha só!!!

A ninguém estou falando, é simples suposição, para quem tem olhos e ouvidos e descontraído coração. Desfrutam por ordem da mente, tudo que a vida oferece !!!


Só isso...

Rafael disse...

Rena, meu camarada ...

A internet é fabrica de fazer esses papagaios ... e isso eu ja cansei (literalmente) de falar.

abracos !

Cristina disse...

Cara, hoje você tem que ser burro, mas burro demais. Rola se hipócrita também. Quanto mais bosta você for, melhor. Não adianta ficar esperneando:E assim que a banda (mal) toca. É a vida, fazer o quê?
"eu fui porque não tive paciência"
(Roberto Martins)

Gustavo Gugu disse...

Belo texto Gigi...
Parece que não gostar do que todo mundo gosta é crime.
Triste isso.

"Quando nós perdemos o direito de sermos diferentes,perdemos o direito de sermos livres"

Simples assim...

Tereza disse...

Nao entendi nada ...

Monica Araujo disse...

Gabriel,

Não sei exatamente sobre o que você está falando , mas espero que não tenha sido críticas a roda da Ouvidor.

A roda de samba da Ouvidor para mim tem o mesmo contexto da Rua , dos prédios, das luminárias, etc... Enfim é parte do patrimônio, só que vivo e latente. Que mal poderá fazer uma roda de samba de amigos que se gostam e param em uma tarde de sábado para cantar belas músicas e dividir esta alegria com todos que QUEREM estar ali, detalhe que tem de ser sempre em dias ensolarados, dado ao fato do encontro ser ao ar livre, olha que coisa gostosa e feliz. Não entendo qual é a parte ruim desta história. Se por acaso não foi este assunto abordado, PERDOEM A MINHA IGNORÂNCIA , mas pelo menos foi uma desculpa para fazer um CARINHO a um dos acontecimentos mais ricos do Rio de Janeiro, na Rua mais maravilhosa do Centro, proporcionada por esta turma “tudo de bom”. Beijos.

Gabriel da Muda disse...

Pois é Monica, o pior é que muita gente fica encomodada, mas a melhor coisa é fazermos o nosso, cantar e beber.

Apareça mais vezes.

Beijos!

Monica Araujo disse...

Gabriel, vou sim , vou com o meu menino, mas desta vez você vai dar um beijo nele.

Um beijo bem grande também no coração da rapaziada, ainda tem muita gente boa, educada e carinhosa na internet e graças a Deus na vida ao vivo e a cores o que é muito mais importante, como disse antes , quem tá presente tá por gostar e por que quer estar , e como vemos todos os encontros são lotados. Se fizermos as contas CALOR HUMANO X COMENTÁRIO DE BLOG, o primeiro ganha de barbada.

Beijos a todos, Monica Araujo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails